Saiba exatamente quando trocar de carro

Carros Nissan / Manutenção de Veículos     26 de abril de 2018

Saiba exatamente quando trocar de carro

Não é sempre que pensamos friamente sobre as nossas posses materiais. Conforme o tempo passa, querendo ou não, começamos a nos apegar àquilo que conquistamos. O automóvel é o melhor representante desse “sentimentalismo físico”; é natural passarmos ótimos momentos com ele, criarmos memórias, e é aí que as coisas começam a complicar. Saber quando trocar de carro pode ser uma missão difícil.

Difícil não apenas depois que colocamos um apelido na máquina, mas entender os sinais dele, de ter uma boa noção do valor na tabela FIPE que apresenta, da desvalorização na hora da venda, além da consciência da própria condição financeira.

Estamos em um momento complicado, com taxas de juros elevadíssimas, valendo pouco a possibilidade de parcelar em anos e anos o novo veículo, tudo isso torna a tarefa complicada.

Então afinal, quando trocar de carro? Será que tem hora certa?

Depois que tiramos um carro de dentro da concessionária, naturalmente ocorre desvalorização prevista de acordo com o mercado. Ainda assim, a depender da marca e modelo, tirar um carro 0 KM agrega ótimo benefício. Quem não gosta daquele cheirinho de novo, o pleno funcionamento, pouca manutenção?

Trocar de carro é investimento pensado também no conforto e no desejo de contar com um automóvel novo, pois o antigo já tinha dado tudo o que podia dar.

Acompanhe ao longo da leitura deste artigo dicas infalíveis para acertar na troca do seu veículo.

Foto de chave de veículo em concessionária - quando trocar de carro novo

Período de despencada

Sobre a despencada que tínhamos falado a respeito, a situação é a seguinte: nos dois primeiros anos, o valor do carro zero que compramos cai consideravelmente. Depois disso, a variação passa a ser menor, em média 10% do valor de compra. É a partir desse momento que já podemos pensar em trocá-lo.

Isso porque ele já pode estar atingindo 60 mil quilômetros rodados, que é quando as revisões passam a ser mais caras. Até os 40 mil quilômetros, dificilmente passam dos R$500,00, depois disso, a faixa passa a ser de R$3.000.

A manutenção do carro pode acabar sendo sempre um problema para os próximos anos, incluindo custos que não estavam previstos no orçamento inicial para o mês/ano. Também devemos levar em conta o fato de que, após esses 60 mil quilômetros rodados, seu veículo pode não estar mais na garantia.

Leia também: como escolher um carro novo?

Carros que não desvalorizam tanto

Exatamente por isso devemos presta atenção aos carros que não desvalorizam tanto, por inúmeros motivos. Podemos usar como exemplo os carros atuais fabricados pela Nissan. A montadora japonesa começou a explorar recentemente o mercado mais aberto, com fábricas aqui no Brasil, mas procurando garantir a qualidade que já lhe é característica.

Inicialmente, podemos salientar que a manutenção dos veículos da Nissan está entre as mais baratas, o que já pode ser considerado um ótimo fator de compra, sendo um carro novo ou seminovo. Além disso, a produção recente e a criação de uma fábrica da montadora nova no Rio de Janeiro garantem que os veículos não sairão de linha tão cedo, quando isso acontece, o valor de revenda pode ir lá para baixo.

Garantia de 3 anos

Mais uma vantagem dos carros da Nicenter na hora de decidir quando trocar de carro novo: a garantia de três anos da marca pode fazer com que você ainda faça uso do benefício se comprar um seminovo dentro desse período, ou consiga revendê-lo caso pense em se desfazer do veículo, por problemas financeiros ou qualquer outro que seja.

Certamente você já escutou algumas reclamações sobre determinadas montadoras por conta da falta de peças para manutenção, não é verdade? Isso não ocorre com a Nicenter, já que é muito fácil fazer a reposição delas, por conta dos motivos já citados.

Troca depende do seu bolso

Sempre que for comprar um carro, seja 0 KM ou seminovo, considere também os custos que chegam no porta-malas, como a própria manutenção, o IPVA e o seguro dele.

Falamos aqui em três anos com o mesmo automóvel e, sem sombra de dúvidas, essa é uma boa ação para manter um pouco do dinheiro que foi investido. Agora, nem sempre trocar de carro é tarefa simples, é necessário pagar as taxas de juros, caso não seja possível dar um bom valor de entrada.

Sendo assim, mantê-lo por cinco anos também é uma possibilidade factível, um período considerado justo na relação dono-carro. Até lá, o carro ainda aguenta o tranco, as peças ainda estão em condições para oferecer segurança.

A partir do momento em que esse período passa, temos outro cenário e provavelmente um veículo com mais de 100 mil quilômetros rodados. Passou dos cem, fica difícil defender o seu carro, mesmo que já seja um xodó de longas e proveitosas viagens.

Resumindo…       

Quando trocar de veículo, leia bastante sobre o assunto e converse com os mais entendidos, isso vai te ajudar a criar uma boa base sobre tudo o que envolve o mercado automobilístico. Comprar carros que estão para sair de linha, por exemplo, pode ser uma péssima ideia, assim como aqueles dos quais parece impossível achar peças.

Dica: Nissan Versa ficha técnica. Todos os detalhes que vão te surpreender. Baixe gratuitamente.


COMPARTILHAR
LEIA TAMBÉM

Imagem ilustrativa sobre o Nissan Kicks ficha técnica modelo 2018

Nissan Kicks ficha técnica 2018 – o carro do momento

Em 2017 o carro Nissan Kicks foi eleito a melhor compra entr[...]

24 de abril de 2018

O Blog da Nicenter trouxe todas as informações sobre o Nissan Versa, suas principais vantagens e se o veículo é bom para revenda. Saiba mais detalhes.

Descubra de uma vez por todas o Nissan Versa e seu valor de revenda!

Está pensando em um carro eficiente, econômico, versátil [...]

2 de maio de 2018

0
COMPARTILHAR

ESCREVER COMENTÁRIO

Seu email não será publicado.