Repintura automotiva vale a pena?

Manutenção de Veículos     9 de janeiro de 2018

Repintura automotiva vale a pena?

Poucas pessoas sabem, mas no mundo dos carros, a repintura automotiva é vista com maus olhos. Isso ocorre pela grande quantidade de serviços feitos com baixa categoria e pode representar grande perda no valor do automóvel.

Por isso, é primordial considerar o detalhe a ser colorido, o tamanho e se é realmente necessário. Tudo bem que um risco, falha e afins, também desvalorizam o carro, mas em comparação com a repintura é preciso balancear os pesos. Dessa forma, selecionamos algumas dicas de repintura automotiva que irão ajudar todas as pessoas que precisam de profissionais desta área.

Para ajudar na procura pelo melhor profissional e ainda entender mais sobre esse mundo, acompanhe as dicas abaixo:

  1. Procurar um profissional competente

Quando o assunto é repintura, é necessário ter em mente que toda a obra realizada terá grande peso no resultado e no valor de seu carro. Por isso, é de extrema importância que seja feita com o acompanhamento de um profissional especializado na área, pois mesmo que o seu preço seja superior, pode compensar no final.

Caso você desconheça profissionais competentes, procure por indicações ou peça a recomendação da concessionária especializada na sua marca, esses são os principais pontos de indicação. Depois de encontrar o profissional, é importante pedir uma referência de alguma repintura feita para conhecer o resultado e o trabalho do profissional que irá trabalhar.

  1. Saiba a cor e métodos que serão utilizados em seu veículo

Será que a repintura automotiva fica igual a original? Essa é com certeza uma das dúvidas mais cruéis, no entanto, para ter mais certeza do resultado, é importante que a cor usada seja a mesma ou ainda que busque a tonalidade mais próxima, sem esquecer do método que a pintura irá ser realizada.

Por isso, é de notável importância que sejam realizadas inúmeras pesquisas sobre o assunto, bem como ter em mente que a qualidade da tinta, modelo do jato, método que o profissional labora e até mesmo a qualidade do verniz e do primer que é usado em seu veículo irão alterar o resultado.

Para que o seu carro não sofra grande desvalorização e que a resposta da pergunta se a pintura automotiva fica igual a original possa ser dada de forma positiva, é necessário prestar atenção sobre os itens acima mencionados.

  1. Retoque ou repintura completa

Uma das dicas de repintura automotiva mais importantes é sobre a parte que vai ser realizada a pintura, pois, muitas vezes, dependendo do local que é necessária uma demão de tinta, não será possível fazer apenas um reparo, mas sim uma pintura por completo.

O seu profissional ou especialista pode te auxiliar neste momento, pois às vezes a peça ou parte lesionada, depois de pintada, poderá destoar das demais. Lembrando que se o tom ficar desigual ou ainda inadequado, o seu veículo terá a aparência deteriorada e perderá valor.

Ressaltamos que, se um profissional capacitado realizar a pintura da forma que é devida, buscando sempre o melhor, a pintura não vai ser percebida, mantendo o valor integral do seu veículo.

  1. Mudar a cor do carro

Se o seu desejo é mudar a totalidade da cor do carro, saiba que é importante ter a autorização do Detran. Essa autorização é importante, pois você estará alterando a cor original do carro e essa informação precisa constar no documento para não haver perda do valor. Assim, procure a autoridade competente e realize todos os trâmites necessários, antes de pintar efetivamente seu veículo.

  1. Veja o resultado durante o dia

A quinta e última dica é sobre o horário de buscar o carro. Sabia que a claridade e a escuridão interferem no resultado final? Por isso que é primordial que, após a pintura, somente busque o seu carro em um dia claro e ensolarado, pois é neste período que os possíveis defeitos serão notados. Lembrando que, se houver manchas, mudanças de tom ou cores diversas das escolhidas por você, o código de defesa do consumidor lhe protege.

Tente resolver todos os problemas em uma conversa civilizada e com uma relação harmoniosa. Mas, caso não seja possível, procure seus direitos, por isso, sempre peça a nota fiscal de qualquer serviço.

Afinal, repintura vale a pena?

Saber se realmente vale a pena é uma resposta que é influenciada por outros fatores, como a qualidade do serviço realizado, por exemplo. No entanto, se o profissional que irá fazer o seu serviço é comprometido e mostra um trabalho de qualidade, com certeza vale a pena.

Lembrando que um veículo com riscos, arranhões e afins, compromete demasiadamente o valor do veículo na venda, bem como uma pintura realizada de modo errado. Por isso, é de extrema importância colocar todos esses fatores em pauta quando escolher pela repintura.

Concluindo se realmente vale a pena, você terá que somar os pontos considerados positivos e negativos como valor, qualidade e afins, dessa forma, se os pontos positivos forem maiores que os negativos e o valor não for abusivo, então valerá a pena realizar a repintura.

Interessado em outras dicas sobre manutenção de veículos? A Nicenter elaborou uma série de artigos para você conferir as principais informações sobre manutenção de carros novos e seminovos.

COMPARTILHAR
LEIA TAMBÉM

Revisão do carro e planejamento para as férias!

Fim do ano já chegou e as férias também! Aquele momento q[...]

19 de dezembro de 2017

Imagem de destaque sobre manutenção do Nissan March no Brasil.

Custo médio da manutenção Nissan March e onde realizá-la

Fazemos investimentos altos na compra de nossos carros, eles[...]

17 de abril de 2018

0
COMPARTILHAR

ESCREVER COMENTÁRIO

Seu email não será publicado.